Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Carlos Farias

Carlos Farias

Cantor, Compositor Natural de Machacalis Nasceu em Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

Cantor. Compositor. Pesquisador de cultura popular. Nasceu em terras pertencentes aos índios Maxakali. Em 1984, graduou-se em psicologia pelo Uni-Centro Newton Paiva. Em 1985, passou a residir no Vale do Jequitinhonha. Pós graduou-se em ensino superior pela PUC-MINAS. Estudou teatro na Oficina de Teatro, sob a direção de Pedro Paulo Cava. Estudou técnica vocal com Meire Armendane e Eládio Peres-Gonzales.

Dados Artistícos

 

Em 1982, foi um dos fundadores do Coral da Junta Comercial de Minas Gerais, cujos componentes receberam a Medalha da Inconfidência.

Desde 1985, passou a ter ativa participação no movimento cultural do Vale do Jequitinhonha e chegou a vencer uma edição do Festivale – Festival da cultura popular do Vale do Jequitinhonha.

Em 1992 e 1993 presidiu a Casa de Cultura de Almenara e, nesse período, organizou o VII Festival da canção naquela cidade e criou o Coral das Lavadeiras buscando preservar a tradição cultural da região.

Em 1994, atuando como produtor artístico, dirigiu o restaurante Jequitibar, lá realizando um festival da canção. Nesse ano, gravou seu primeiro disco, de maneira independente.

Em 1996, lançou seu segundo disco, o CD “Carlos Farias”. Produziu em seguida diversos discos, entre os quais, “Raridade”, de Tau Brasil, “Alegria, alegria”, do Palhaço Frajola, “Pequenas Histórias”, de Wilson Dias e “Trem bom – forró à mineira”, de Tau Brasil.

Em 2000, lançou o CD “Tupinikim”. No ano seguinte, produziu o primeiro CD do Coral das Lavadeiras de Almenara, fazendo um resgate de canções ligadas à tradição popular e ainda não gravadas. Por ocasião do lançamento, foram realizados shows nas cidades de Itabira, Medina, Pouso Alegre, Belo Horizonte e Juiz de Fora, nos quais se apresentou ao lado do Coral das Lavadeiras de Almenara. A estréia desses shows aconteceu em julho de 2004, em Itabira, dentro da programação do 29º Festival de Inverno, em Juiz de Fora. Nessa época, fez três apresentações no programa “Arrumação”, apresentado pelo compositor Saulo Laranjeira na TV Educativa e na TV Alterosa, de Minas Gerais.

Um dos intérpretes que gravaram suas composições é Paulinho Pedra Azul. Apresentou-se com o cantor e compositor cearense Belchior no Palácio das Artes em Belo Horizonte. Em 2002, participou com outros artistas do evento “Cantoria pela Vida”, promovido pelo UNICEF e Ministério da Saúde, que percorreu 21 municípios pobres do Norte de Minas, Jequitinhonha e Mucuri. Nesse ano, partcipou com o Coral das Lavadeiras do 3º Festival de Arte, Criatividade e Recreação realizado na Ilha da Madeira, em Portugal.

Discografia
  • • (1996) Carlos Farias • CD
  • • (2000) Tupinikim • CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.