Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Flávio Renegado

Flávio Renegado

Instrumentista, Cantor, Compositor Natural de Belo Horizonte Nasceu em 7 de maio de 1982 Gênero musical: Funk, Rap, outro
Biografia

Cantor. Compositor. Instrumentista.

Criado na comunidade do Alto Vera Cruz, em Belo Horizonte (MG).
Aos 15 anos foi convocado para ajudar a construir a participar do “1º Encontro da Juventude Negra e Favelada”.
Em 2000 iniciou suas atividades como ativista social, criando o projeto “Manifesto Primeiro Passo”, com o grupo cultural NUC.
Em 2003 participou da fundação do Centro de Multiculturismo”, na comunidade do Alto Vera Cruz.

Dados Artistícos

Foi um dos fundadores do grupo Negros da Unidade Consciente (NUC), com o qual fez parte da coletânea Funk Minas (1998). Com o grupo fez apresentações em Cuba e países da América do Sul e África.

Apresentou um programa de black music e hip-hop na rádio 98FM, de Belo Horizonte (MG).

Em 2006 deixou a presidência do NUC para seguir carreira solo. 

Em 2008 lançou seu primeiro CD “Do Oiapoque à Nova York”, produzido por Daniel Ganjaman. Nesse mesmo ano foi escolhido como “Artista Revelação”, no “Prêmio Hutúz”, recebendo também o prêmio de “Melhor Site de Rap”. Viajou em turnê pelo Brasil, Europa, Oceania, Américas, terminando com show no Central Park, em Nova Iorque (Estados Unidos).

Interpretou o papel de Diamantino, personagem principal do filme “Ponto ORG” (2010), dirigido por Patrícia Moran e exibido no “Festival de Gramado” (RS) e na “Mostra Internacional de Cinema”, em São Paulo.

Em 2011 lançou o CD “Minha tribo é o mundo”, viabilizado pelo projeto “Natura Musical” e produzido por Plínio Profeta. O disco incluiu onze faixas de sua autoria, dentre as quais “Suave” e “A massa quer dançar” (c/ Gustavo Maguá), com a participação de Edu Krieger.

Em 2012 participou da gravação do DVD ao vivo “In Rio”, de Bebel Gilberto, interpretando “Na palma da mão” (Flávio Renegado) em duo com a cantora. Nesse mesmo ano realizou uma turnê europeia, fazendo um residência artística em Londres (Inglaterra), onde participou do festival “Back2Black”.

Em 2013 foi uma das atrações do Palco Sunset do festival “Rock in Rio”, ao lado da banda portuguesa Orelha Negra. Nesse mesmo ano recebeu o Diploma de Honra ao Mérito, no Plenário Amynthas de Barros, por sua contribuição música à sociedade. A música “Pé na cova (F.U.I.)”, de sua autoria ao lado de Mart’nália e Beto Landau, foi música tema da série homônima exibida pela Rede Globo de televisão. Gravou seu primeiro DVD ao vivo, em Belo Horizonte (MG), com direção musical de Liminha e Kassin, direção de Joana Mazzucchelli e participação especial de Rogério Flausino, Aline Calixto e Meninas de Sinhá.

Já se apresentou ao lado de artistas como Toninho Horta, Lenine, Seu Jorge, Maria Alcina, Otto, entre outros.

Em 2014 lançou o DVD “#suaveaovivo”, registro do show que apresentou em 2013 no Parque Municipal de Belo Horizonte (MG), com cenário de Gringo Cardia. Produzido por Liminha e Kassin, o álbum contou com participações de Rogério Flausino, Aline Calixto e do grupo Meninas de Sinhá.

Em 2015 lançou, pelo selo Som Livre, o EP “Relatos de um conflito particular”, com sete faixas autorais sendo essas “Só mais um dia” (c/ Makely K), “Além do mal” (c/ Alexandre Carlo) com participação de Alexandre Carlo, “Pra quê?” (c/ Gustavo Magua), “Luxo só” (c/ Jana Lourenço),“ Particulares” (c/ Chico Amaral), “Rotina” (c/ Gabriel Moura) com participação de Samuel Rosa e “Redenção”

Obra
  • • A massa quer dançar (c/ Gustavo Maguá)
  • • Além do mal (c/ Alexandre Carlo)
  • • Estamos no jogo (c/ Guilherme Arantes)
  • • Evoluídos pensamentos
  • • Faz o seguinte
  • • Luxo só (c/ Jana Lourenço)
  • • Minha tribo é o mundo
  • • Na palma da mão
  • • Particulares (c/ Chico Amaral)
  • • Pé na cova (F.U.I.)
  • • Pontos cardeais
  • • Pra quê? (c/ Gustavo Magua)
  • • Qual é o nome dela?
  • • Redenção
  • • Rota de colisão (c/ Chico Amaral)
  • • Rotina (c/ Gabriel Moura)
  • • Sai fora
  • • Só mais um dia (c/ Makely K)
  • • Suave
  • • Tempo bom
  • • Zica
Discografia
  • • (1998) Funk Minas (com o grupo NUC) – Vários • Independente • CD
  • • (2008) Do Oiapoque à Nova York • CD
  • • (2011) Minha tribo é o mundo • Independente • LP
  • • (2011) Minha tribo é o mundo • Independente • CD
  • • (2014) #suaveaovivo • Independente • DVD
  • • (2015) Relatos de um conflito particular • Som Livre
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.