Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Gervásio Horta

Gervásio Horta

Cantor, Compositor Natural de Teófilo Otoni Nasceu em 2 de agosto de 1937 Gênero musical: Forró, Música popular brasileira, Pagode‎, Samba‎
Biografia

Gervásio Barbosa Horta

Cantor. Compositor.
A avó e a mãe foram professora de piano.
Em 1954 a família mudou-se para Belo Horizonte. Dois anos depois mudou-se para o Rio de Janeiro, onde cursou Administração na Fundação Getúlio Vargas.
No ano de 1959 retornou a Belo Horizonte, onde trabalhou na Revista Silhueta.
Em 1961, foi nomeado assessor especial do Governo de Minas, cargo que manteve até 1996, quando se aposentou.
Nesse período, trabalhou também no jornal Última Hora, montou uma agência de publicidade e dedicou-se a compor jingles políticos e comerciais. No ano seguinte, em 1962, foi convidado pelo compositor e jinglista Miguel Gustavo para fazer com ele alguns trabalhos para campanhas políticas. Compôs para os candidatos a governador Lomanto Junior (Bahia), Francisco Alencar (Espírito Santo) e Íris Rezende (Goiás). Em Minas, compôs jingles para os governadores Magalhães Pinto, Hélio Garcia, Newton Cardoso, Israel Pinheiro e Itamar Franco. Também compôs para a campanha de Fernando Collor de Melo à presidência e de dezenas de composições para senadores, deputados e prefeitos

Dados Artistícos

Iniciou a carreira artística como jinglista, compondo para uma greve de bancários em 1959.  Devido ao sucesso do seu jingle “Sete é sete”, o compositor carioca Lamartine Babo o levou para cantar em seu programa na TV Itacolomi, emissora mineira dos Diários Associados.
Ao apresentá-lo, Lalá declarou: “Fui muito alertado quando convidei o compositor da música da greve dos bancários para vir até aqui. Disseram que a greve é coisa de comunista. Mas pensei: banqueiros são 20, bancários, 20 mil. E aqui está Gervásio Horta, autor da música Sete é Sete, cantada nas ruas de todo o país”.
O jingle teve a letra mudada, alterando o título para “Sete amores”, sendo gravado para o carnaval de 1960 pelo crooner do conjunto Anjos do Inferno Léo Vilar, com arranjo de Altamiro Castilho, pela gravadora Copacabana.
Em 1961Nelson Gonçalves e Lourival Pereira gravaram em dupla a “Beijo roubado”, de sua autoria em parceria com Peri Rocha. No mesmo ano, em parceria com Rômulo Paes, a marcha carnavalesca “A Rua da Bahia” também foi gavada.
No ano de 1971 Jorge Goulart interpretou a marcha “Só deixo a rua pra ficar com ela” na parte nacional do “Festival de Músicas de Carnaval de BH”. No ano posterior, no mesmo festival, o mesmo intérprete defendeu o frevo “Bloco do pega-pega”, logo a seguir gravado por Jackson do Pandeiro.
Em 1974 Ronaldo Adriano gravou de sua autoria “Manhãs de Belo Horizonte”, composição que recebeu menção de “Música da Cidade” em projeto apresentado pelo vereador Helvécio Arantes na Câmara Municipal de Belo Horizonte e também se destacou no repertório do coral Mil Vozes durante as comemorações do centenário da cidade, sob direção da maestrina Elza Duval Gomes. Também para o centenário de Belo Horizonte (em 1997) compôs o choro “Bela Belô”,  gravada por Serginho Beagá.
Compôs músicas para o Cruzeiro Esporte Clube (seu time do coração), América e Vila Nova, além de enredos para escolas de samba.
Autor do samba-enredo “Mamãe eu quero fruta”, gravado por Jorginho do Império, intérprete também de “Muda Brasil”, samba de sua autoria para a campanha das “Diretas Já”.
Autor de clássicos belo-horizontinos como “Adeus Lagoinha”, parceria com Milton H. Horta.
No ano de 1996 lançou o CD “Amigos & canções”, com músicas de sua autoria nas vozes de diversos intérpretes.
Em 2000 lançou o disco “Cacos de vida”.
Produziu os CDs “Rômulo Paes e coisas mais” e “Minas – o estado da música”, do cantor e radialista Acir Antão. Produziu o CD “60 anos de canção”, de Acir Antão, em comemoração ao seu aniversário de 60 anos.
No ano de 2003 lançou o CD “Praça Sete”.

Obra
  • • A ferro e fogo
  • • A grande vitória (c/ Roberto Levita)
  • • A Rua da Bahia (c/ Rômulo Paes)
  • • A última noite de uma paixão
  • • Acauã cantou (c/ Wilson Dias)
  • • Acreditei
  • • Adeus Lagoinha (c/ Milton R. Horta)
  • • Adoro Savassi (c/ Sérgio Moreira)
  • • Alguém pra mim (c/ Quintino Vargas)
  • • Alta frequência
  • • América minha paixão
  • • Apanhando chuchu
  • • Aranha na teia
  • • As voluntárias
  • • Ave Maria da volta
  • • Beijo roubado (c/ Peri Rocha)
  • • Bela Belô
  • • Bloco do pega-pega
  • • Bororó banda e charanga
  • • Bravo soldado (c/ Ronaldo Adriano
  • • Caçador sabido (c/ Caxangá)
  • • Campeão de luta livre (c/ Pernambuco e Francisco Neto)
  • • Campeão Olympio (c/ Geraldo Elízeo)
  • • Cantigas do São Francisco
  • • Cavaquinho amigo (c/ Serginho Beagá)
  • • Chegou o samba
  • • Chora neném (c/ Athaíde Machado)
  • • Cigarro de palhinha
  • • Com o pé e com a mão
  • • Curtindo Acir Antão
  • • De mão em mão (c/ Antônio Soares)
  • • Deixa estar (c/ Marcelo Jiran)
  • • Desculpa
  • • Desligue o seu rádio
  • • Difícil viver
  • • Direito à liberdade
  • • Dois pesos e duas medidas
  • • Drama singular (c/ Orlando Cavalcante)
  • • Duas estradas
  • • É isso aí, Belo Horizonte
  • • É nessa que eu vou
  • • Em busca do caminho
  • • Esses meninos
  • • Eternamente Ataulfo (c/ Serginho Beagá)
  • • Eu não entendo mais nada
  • • Eu sou Cruzeiro
  • • Fantasiado de pavão (c/ Henrique de Almeida)
  • • Fátima
  • • Festa brasileira
  • • Fingimento
  • • Forró santeiro (c/ Ronaldo Adriano e Nhozinho)
  • • Gato e sapato
  • • Grande Chiquinho
  • • Hilda Furacão
  • • Hino do Estádio Minas Gerais
  • • Hoje eu vou pra Contagem
  • • Íntimas
  • • Jequitinhonha (c/ Wilson Dias)
  • • Lá em Sabará
  • • Leão da Vila
  • • Lindo Barro Preto
  • • Longe demais
  • • Loucura imensa
  • • Luz do povo
  • • Macarrão do Bolão
  • • Mamãe dê um jeitinho (c/ Gentil Castro e José Roy)
  • • Manhãs de Belo Horizonte
  • • Mania de perfeição
  • • Marcha do Bin Laden
  • • Me leva, mãezinha
  • • Mercado Central
  • • Merenda escolar
  • • Minas Estrada Real
  • • Mineiro bom (c/ Rômulo Paes e Henrique de Almeida)
  • • Minha zabelê
  • • Morena dos olhos verdes (c/ Roberto Andrade)
  • • Muda Brasil
  • • Mulher da bocada
  • • Mulher da rua
  • • Na porta errada
  • • Não dou dinheiro (c/ Ronaldo Adriano)
  • • No calçadão da Savassi
  • • No céu, no sol, no mar
  • • Nossas brigas
  • • Nova ilusão (c/ Tito Mendes)
  • • O amanhã de todos nós
  • • O apito do vapor (c/ Quintinho e Sá)
  • • O gago (c/ Vera Marlene)
  • • O povo de baixo
  • • Ô rapaz (c/ Vera Marlene)
  • • O rei do forró
  • • Onde os homens se encontram
  • • Os sons que ficam
  • • Pagode para Serginho
  • • Pagode rimado (c/ Wardel)
  • • Pagode trocado
  • • Paralelas desiguais
  • • Põe e tira
  • • Pra ficar com ela (c/ José Guimarães)
  • • Praça Sete
  • • Pulo do ganso (c/ Athaíde Machado)
  • • Que que é isso
  • • Rainha do Mucuri
  • • Retrato de artista
  • • Rio canoa navio (c/ Rômulo Paes)
  • • Sabiá Engaiolado (c/ Rômulo Paes)
  • • Saci Pererê (c/ Rômulo Paes)
  • • Saia dessa vida
  • • Samambaia trepadeira
  • • Samba da Rua Goiás (c/ Quintinho)
  • • Samba de nana
  • • Sanforró (c/ Ronaldo Adriano)
  • • Se busco amor
  • • Se eu pudesse
  • • Sete amores
  • • Sonhar um sonho de criança (c/ Lulu do Império)
  • • Sou eu (c/ Athaíde Machado)
  • • Subir Bahia, descer Floresta (c/ Celso Garcia)
  • • Tá bom fio
  • • Tango de vinil
  • • Tantos anos
  • • Tu viverás sozinha
  • • Vai tê mais um
  • • Valadares, lugarzinho bom
  • • Vê se pode (c/ Antônio Soares)
  • • Vendaval
  • • Vera Verinha
  • • Viaje em paz (c/ Tino Gomes)
  • • Vida de cachorro
  • • Você cuspiu no prato que comeu
  • • Volta, Elisa
Discografia
  • • (1996) Amigos & canções • Independente • CD
  • • (2000) Cacos de vida • Independente • CD
  • • (2003) Praça Sete • Independente • CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.