Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
João Chaves

João Chaves

Instrumentista, Compositor Natural de Montes Claros Nasceu em 22 de maio de 1887 Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

Compositor. Poeta. Instrumentista. Desde criança dedicou-se à música e estudou flauta, pistom e violão.

Dados Artistícos

Por volta de 1908, compôs a canção “O bardo”. Em 1910, compôs a modinha “Amo-te muito”, considerada sua obra prima. Em 1964, a modinha “Amo-te muito” foi gravada duas vezes, pelo Coral de Ouro Preto, e pela cantora Eli Camargo. Em 1973, sua canção “Amo-te muito” foi regravada pelo cantor Luiz Cláudio, no LP “Caatingas”, lançado pela gravadora Odeon. Em 1976, “Amo-te muito”, na gravação de Luis Cláudio, contando com as participações de Iberê Gomes Grosso, no cello, Vidal Ramos, no contrabaixo e Radamés Gnattali, no piano, foi incluída no álbum “Cantares brasileiros I – A modinha”, da Companhia Internacional de Seguros. Em 1983, o mesmo cantor Luis Cláudio regravou “Amo-te muito” para o LP “Minas sempre -viva”. Publicou o livro de poemas “Risos e lágrimas”. Fundou os jornais “A palavra” e “O sol” Colaborou com os jornais “O Boêmio” e “Veneta”. Pouco antes de falecer escrevia para o jornal “A Gazeta do Norte”. Entre suas obras está a modinha “Segredo”, com letra de Antônio Cardoso Faria. Em 1999, foi homenageado pelo cantador e violeiro Téo Azevedo, de Montes Claros (MG), que o compôs a modinha sertaneja “Réquiem a João Chaves”, parceria com Amelina Chaves

Obra
  • • Amo-te muito
  • • O bardo
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.