Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Lúcia Santos

Lúcia Santos

Cantor Natural de Belo Horizonte Nasceu em Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

Lúcia da Anunciação Rosa Santos

Cantora.
Oriunda de família musical, em sua casa, o pai, sambista, recebia diversos amigos, entre os quais a cantora Clara Nunes.
Em 2011 atuava como presidente da “A Associação Velha Guarda da Faculdade do Samba de Belo Horizonte”.
Participou do documentário “Roda”, com a trajetória dos sambistas integrantes da Velha Guarda de Belo Horizonte, lançado em 2011, na Sala Humberto Mauro, do Palácio das Artes e também relançado uma segunda sessão no SESC Palladium. Neste mesmo ano foi homenageada como uma das 12 mulheres negras que mais contribuíram para o fortalecimento da auto-estima e desenvolvimento social da população negra, através da “Campanha de Valorização da Mulher Negra”, realizada na Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania da Cidade de Belo Horizonte.

Dados Artistícos

Começou a se apresentar em público em bares e casas noturnas de Belo Horizonte, entre elas Bar Opção (tradicional reduto do samba de Belo Horizonte), Lapa Multishow (Projeto Eletro Samba), Reciclo (ASMARE), Graças A Deus (Projeto Samba de Aleluia), Cervejaria Oficial, “Festival Comida di Buteco”, Armazém dos Sabores, Cartola´s Bar, “Projeto Samba pra Tereza” (bairro Santa Tereza), Bar Sapucaí 511, “FIT- Festival Internacional de Teatro”, “Projeto Quintal do Samba” e “Projeto Morro ao Asfalto”.
Em 2003 apresentou com Aline Calixto no Music Hall. No ano seguinte, em 2004, fez show para os funcionários da TAM Linhas Aéreas.
Apresentou-se também com o grupo Lavadeiras de Sinhá, montou o show “Encontro com Nelson Sargento” no Bar Lapa Multshow. Participou de apresentações ao lado da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira e Portela, “Tributo à Clementina de Jesus” no Bar Matrix. Dividiu o palco com Luiz Carlos da Vila no Pizza Bar e no “Projeto Na Praça com Dois do Samba”.
No ano de 2006 apresentou-se na “Festa Junina da Cidade de Santa Luzia”, pela prefeitura da cidade.
Em 2009 fez o show de inauguração do Centro Cultural do bairro São Paulo. Ao lado do grupo Copo Lagoinha apresentou na casa de shows Utópica Marcenaria e no SESC de Caldas Novas.
No ano de 2010, ao lado de Saulo Laranjeiras, participou do projeto “Música e Poesia no Parque Lagoa do Nado”.
Participou como convidada de vários discos de diversos artistas mineiros, entre eles Mestre Conga, Irmãos Saraiva, Lourdes Maria, Ronaldo Coisa Nossa, Raimundo do Pandeiro, Serginho Beagá e Evair Rabelo.
Em 2011participou do projeto “Preservando a Natureza no Parque Lagoa do Nado” e na Boate do Seis Pistas, no Belvedere. Neste mesmo ano apresentou o show “Lúcia Santos homenagea Nelson Cavaquinho”, acompanhada pelos músicos Geraldo Magela (violão 7 cordas), Rudney Carvalho (cavaco), Juliana (flauta), Frederico (pandeiro) e Kleber (surdo), no “Projeto Pizindin – Choro no Palco”, no Conservatório UFMG, centro de Belo Horizonte.

Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.