Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Marcio Greyck

Marcio Greyck

Instrumentista, Cantor, Compositor Natural de Belo Horizonte Nasceu em 30 de agosto de 1947 Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

Márcio Pereira Leite

Iniciou carreira em 1967. De 67 a 68 foi contratado pela TV Tupi em São Paulo para comandar o programa O Mundo É dos Jovens. Compôs Impossível Acreditar Que Perdi Você, com Cobel , seu irmão, 1972; Vivendo Por Viver, com Cobel, gravada por Zezé Di Camargo e Luciano. Seus Principais parceiros são Cobel, Fernando Adour e Antonio Carlos Wallace.

Dados Artistícos

Iniciou a carreira em sua cidade natal onde já obtinha bastante sucesso quando foi para o Rio de Janeiro em 1967. No mesmo ano foi aprovado em teste na gravadora Polydor lançando um compacto simples com as músicas “Minha menina”, versão de “Eleanor Rigby”, do conjunto inglês The Beatles e “Venha sorrindo”. No ano seguinte lançou um compacto duplo com as músicas “Sempre vou te amar”, “Como um dia nascer”, “Ela me deixou chorando” e “Venha sorrindo”. No mesmo ano participou do LP “Os novos reis do iê-iê-iê”, lançado pela Polydor e do qual faziam parte entre outros, o cantor Ronnie Von e o conjunto Brazilian Bitles. No mesmo período atuou na TV Tupi apresentando o programa “O mundo é dos jovens”. Em 1972 obteve grande êxito com a composição “Impossível acreditar que perdi você”, seu maior sucesso. Em 1997 teve a composição “Vivendo por viver” gravada pela dupla sertaneja Zezé di Camargo e Luciano. Radicou-se em belo horizonte onde continuou a apresentar shows na noite. Seu maior sucesso foi “É impossível acreditar que perdi você”, que teve cerca de 50 regravações. Em 2001, o sucesso de sua autoria “O que me importa” foi gravado pela cantora Marisa Monte, em seu disco “Memórias, crônicas e declarações de amor”, lançado pela EMI. Em 2007, sua composição “Impossível pensar que perdi você”, foi gravada por Toni Platão, voltando às paradas de sucesso, e sendo incluída na trilha sonora da novela Paraíso Tropical, levada ao ar pela TV Globo.

Obra
  • • Impossível acreditar que perdi você (c/ Cobel)
  • • Vivendo por viver (c/ Cobel)
Discografia
  • • (1982) Tropeiro de cantigas • Independente Arribação • LP
  • • (1967) Minha menina/Venha sorrindo • Polydor • Compacto simples
  • • (1968) Sempre vou te amar/Como um dia nascer/Ela me deixou chorando/Venha sorrindo • Polydor • CD
  • • (1972) Impossível acreditar que perdi você • LP
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.