Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Miguel dos Anjos

Miguel dos Anjos

Cantor, Compositor Natural de Belo Horizonte Nasceu em Gênero musical: Música popular brasileira, Samba‎
Biografia

Cantor. Compositor.

Em Belo Horizonte criou o evento “Samba do Compositor”, no qual homenageava sambistas como Nei Lopes, Hermínio Bello de Carvalho e Walter Alfaiate, entre outros. Criador, também, da roda de samba “Samba na Madrugada”, no bairro Caiçara, muito conhecido por ser um dos principais redutos do samba e do choro da cidade de Belo Horizonte.

Dados Artistícos

Começou a carreira artística tocando em bares em Belo Horizonte. No ano de 2008 lançou o primeiro CD intitulado “Esse samba todo é nosso”, com produção e arranjos de Ruy Quaresma. No disco, além de composições próprias também interpretou alguns clássicos da MPB, entre os quais “Quando o samba acabou”, de Noel Rosa e antigo sucesso de Mário Reis; “Canção do sal” (Milton Nascimento”, faixa na qual contou com a participação especial do sanfoneiro Zé Américo); “Ela desatinou” (Chico Buarque); “Coisas do mundo minha nega” (Paulinho da Viola); “Anjo da Velha Guarda” (Moacyr Luz e Aldir Blanc); “A nível de…” (João Bosco e Aldir Blanc) e “Olhos verdes” (Vicente Paiva). Entre as composições próprias destacam-se “Benção em vida”, Bem-vinda presença” e a faixa-título “Esse samba todo é nosso”. Ruy Quaresma e Nei Lopes compuseram em sua homenagem o samba “Samba da madrugada”. Também da dupla citada foi incluída a inédita “Barravento”, na qual o cantor contou com a participação especial do coral carioca, especializado em música negra, Companhia Dá no Coro.

Sobre ele escreveu o jornalista Hugo Sukman: “Corpulento, voz potente, Miguel dos Anjos já surpreende pela suavidade com que se comporta e canta. A suavidade de ser e cantar é, como se vê logo, uma opção existencial e musical”.

Obra
  • Bem-vinda presença
  • Benção em vida
  • Esse samba todo é nosso
Discografia
  • (2008) Esse samba todo é nosso • Gravadora Fina Flor • CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.