Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Renato Motha

Renato Motha

Instrumentista, Cantor, Compositor, Arranjador Natural de Belo Horizonte Nasceu em 29 de julho de 1963 Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

Compositor. Instrumentista (violonista). Arranjador. Cantor. Produtor musical.

Iniciou-se na música ainda criança. Incentivado por sua mãe, aos quatro anos de idade apresentou-se em um programa de auditório da TV Itacolomi, em Belo Horizonte. Aos nove anos, começou a tocar violão. Estudou canto lírico. Cursou violão clássico no Conservatório Mineiro de Música.

Dados Artistícos

Iniciou sua carreira profissional aos 16 anos de idade, apresentando-se em casas noturnas de Belo Horizonte.

Em 1981, estreou seu primeiro show, “Passos Marcados”, no Espaço Cultural Pró-Arte (BH) – BH.

Em 1984, lecionou na Escola Música de Minas de Milton Nascimento e Wagner Tiso.

Atuou com outros artistas, como instrumentista, arranjador e produtor de shows e discos.

No final dos anos 1980, retomou sua própria carreira como cantor e compositor.

Em 1992, gravou seu primeiro disco solo, o LP “Brasileiro”, contendo canções de sua parceria com Anselmo Carvalho, Ênio Nonato, Vanderlei Timóteo e Yuri Popoff. O disco contou com a participação de Toninho Horta, Nivaldo Ornelas, Marcus Viana, Chico Amaral, Luiz Alves, Lincoln Cheib e Nenén, entre outros, e foi relançado em CD pela gravadora Movieplay, em 1994.

Em 1998, lançou o CD “Amarelo”, registrando parcerias com Valter Braga e Patricia Lobato, além de cinco releituras de obras de outros autores. O disco contou com a participação de Ivan Lins, Bob Tostes, Patricia Lobato, Juarez Moreira, Mauro Rodrigues, Kiko Mitre e Marku Ribas, entre outros.

Em 1999, gravou o CD “Trilha das mãos”, contendo composições para dança contemporânea, no qual, à exceção do violão, toda a instrumentação é realizada pela voz e pelo corpo. Nesse mesmo ano, lançou o CD “Antigas cantigas” (Independente), trabalho realizado em parceria com Patricia Lobato, interpretando canções de domínio popular, valsas e modinhas. O disco contou com a participação de Zaíra F. Mota, Robério Molinari, Marcelo Rocha e Nenén.

Em 2001, gravou o CD “Todo”, contendo repertório inédito, em parceria com Patricia Lobato, Valter Braga, Christina Soares, Anselmo Carvalho e com o poeta Fernando Pessoa. O disco contou com a participação de Robério Molinari, Nenén, Kiko Mitre, Mário Castelo, Ricardo Fiúza, Décio Ramos (do grupo Uakti) e Patrícia Lobato, que também atuou nos vocais em oito faixas. Nesse mesmo ano, participou do CD “Sessão dupla/Novas bossas”, de Suzana e Bob Tostes, na faixa “Coisas de Minas”, de sua autoria. Nesse mesmo disco, a dupla de artistas gravou mais duas canções de sua autoria: “Teia de Agá” (c/ Valter Braga) e “Essa dor” (c/ Ronaldo Bôscoli).

Obra
  • Coisas de Minas
  • Essa dor (c/ Ronaldo Bôscoli)
  • Teia de Agá (c/ Valter Braga)
Discografia
  • (1992) Brasileiro • Independente/Movieplay
  • (1998) Amarelo • Independente • CD
  • (1999) Antigas cantigas • Independente • CD
  • (1999) Trilha das mãos • Independente • CD
  • (2001) Todo • Paulus • CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.