Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Samuel Rosa

Samuel Rosa

Instrumentista, Cantor, Compositor Natural de Belo Horizonte Nasceu em 15 de julho de 1966 Gênero musical: Música popular brasileira, Rock
Biografia

Samuel Rosa de Alvarenga

Aprendeu a tocar violão na adolescência.

Formou-se em Psicologia, como seu pai, mas não levou a carreira à diante.

 

Dados Artistícos

Em 1983 formou a banda Pouso Alto, ao lado de Henrique Portugal e dos irmãos Dinho e Alexandre Mourão. Em 1991 a banda foi se apresentar na casa de shows Aeronauta, em São Paulo. Na ocasião, os irmãos Dinho e Alexandre não puderam ir e foram substituídos pelos músicos Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti. Após o show, que teve um público de menos de 40 pagantes, a banda resolveu mudar seu nome para Skank, inspirado na música “Easy skanking” de Bob Marley. Com o Skank lançou mais de 15 discos.

Em 1992 o Skank lançou, de forma independente, seu primeiro CD homônimo. Após 1200 cópias vendidas, a gravadora Som Livre assinou contrato com a banda, relançando o álbum pelo selo no ano seguinte.

Em 1994 o CD “Calango”, que gravou com o Skank, vendeu 1.200.000 cópias.

Em 1996 lançou a música “Garota Nacional”, de sua autoria com Chico Amaral, no disco “O Samba Poconé”, do Skank, que alcançou 1.800.000 cópias vendidas.

Em 1997 a Sony Music lançou a compilação “Soundtrack for a century”, para comemorar seu centenário, incluindo a faixa “Garota Nacional”, a única em língua portuguesa.

Em 1998 a FIFA incluiu a música “É uma partida de futebol, de sua autoria com Nando Reis, no disco oficial da Copa do Mundo. Nesse mesmo ano iniciou uma série de shows ao lado de Lô Borges.

Em 2001 apresentou-se com o Skank na cidade de Ouro Preto (MG), para a gravação ao vivo do primeiro disco ao vivo da banda, reunindo cerca de 60 mil pessoas em praça pública.

Em 2002 participou do “Acústico MTV”, de Roberto Carlos, interpretando “É proibido fumar” (Erasmo Carlos e Roberto Carlos).

Em 2006 o fabricante de telefones celulares Sony Ericsson lançou um aparelho  com o álbum do Skank “Carrossel” na íntegra e o clipe de “Uma canção é pra isso”, de sua autoria. No ano seguinte, recebeu o prêmio “Celular de Ouro”, reconhecido pela ABPD (Associação Brasileira dos Produtores de Discos) pela vendagem de 6.000 unidades do produto.

Em 2013 apresentou-se no Palco Sunset do festival “Rock in Rio”, no Rio de Janeiro, ao lado de Nando Reis, seu parceiro em várias composições. Nesse mesmo ano participou da gravação ao vivo do DVD “Corazón live from Mexico – Live it to believe it”, do compositor e guitarrista mexicano Carlos Santana. O show foi realizado na arena VFG, em Guadalajara, no México. Na ocasião, cantou uma versão em espanhol de Saideira (Samuel Rosa e Rodrigo Leão).

Em 2014 lançou com o Skank o CD de inéditas “Velocia”, com 11 faixas de sua autoria com antigos parceiros como Chico Amaral e Nando Reis e novos parceiros como Emicida, Lucas Silveira, a cantora e compositora paulista Lia Paris, que participou da faixa “Aniversário”, parceria dos dois. Participou do DVD “Corazón Live from México – Live it to believe it” (Sony Music, 2014), do guitarrista mexicano Carlos Santana, para o qual interpretou “Saideira” (Samuel Rosa e Rodrigo Leão).

Em 2016 realizou, ao lado de Lô Borges, o show “Ao Vivo no Cine Theatro Brasil”, em Belo Horizonte (MG). O show teve transmissão ao vivo para o canal Bis e foi lançado em CD e DVD pelo selo Sony Music, com as inéditas “Lampejo” (Samuel Rosa e Nando Reis) e “Dupla chama” (Lô Borges e Chico Amaral).

Obra
  • A cerca (c/ Chico Amaral)
  • A noite (c/ Chico Amaral)
  • A tela
  • A última guerra (c/ Lô Borges e Rodrigo Leão)
  • Acima do sol (c/ Chico Amaral)
  • Água e fogo (c/ Chico Amaral e Edgard Scandurra)
  • Ainda gosto dela (c/ Nando Reis)
  • Alexia (c/ Nando Reis)
  • Ali (c/ Nando Reis)
  • Amanhã
  • Amolação (c/ Chico Amaral)
  • Amores imperfeitos (c/ Chico Amaral)
  • Aniversário (c/ Lia Paris)
  • As noites (c/ Chico Amaral)
  • Assim sem fim (c/ César Maurício)
  • Baixada news (c/ Chico Amaral)
  • Balada do amor inabalável (c/ Fausto Fawcett)
  • Caju dub (c/ Fernando Furtado)
  • Calipsoê (c/ Chico Amaral)
  • Canção áspera (c/ Chico Amaral)
  • Chão (c/ César Maurício)
  • Chega disso! (c/ Chico Amaral)
  • De repente (c/ Nando Reis)
  • Do Ben (c/ Marcelo Yuka)
  • Do mesmo jeito (c/ Lucas Silveira)
  • Dois rios (c/ Nado Reis e Lô Borges)
  • Don Blás (c/ Chico Amaral)
  • É tarde (c/ Chico Amaral)
  • É uma partida de futebol (c/ Nando Reis)
  • Ela desapareceu (c/ Chico Amaral)
  • Ela me deixou (c/ Nando Reis)
  • Escravo (c/ Chico Amaral)
  • Esmola (Chico Amaral)
  • Esquecimento (c/ Nando Reis)
  • Estivador (c/ Chico Amaral)
  • Eterna espera
  • Eu disse a ela (c/ Chico Amaral)
  • Eu e a felicidade (c/ Nando Reis)
  • Eu me perdi
  • Fica (c/ Chico Amaral)
  • Formato mínimo (c/ Rodrigo Leão)
  • Galápagos (c/ Nando Reis)
  • Garota nacional (c/ Chico Amaral)
  • Homem que sabia demais (c/ Tavinho Paes)
  • In(dig)Nação (c/ Chico Amaral)
  • Jackie tequila (c/ Chico Amaral)
  • Lampejo (c/ Nando Reis)
  • Los pretos (c/ Chico Amaral)
  • Macaco prego (c/ Chico Amaral)
  • Mandrake e os cubanos (c/ Chico Amaral)
  • Maquinarama (c/ Chico Amaral)
  • Marginal Tietê (c/ Chico Amaral)
  • Mil acasos (c/ Chico Amaral)
  • Muçulmano (c/ Rodrigo Leão)
  • Multidão (c/ Nando Reis)
  • No meio do mar (c/ Chico Amaral)
  • Noites de um verão qualquer (c/ César Maurício)
  • Nômade (c/ Chico Amaral)
  • Notícias de um verão qualquer (c/ César Maurício)
  • Notícias do submundo (c/ Nando Reis)
  • O beijo e a reza (c/ Chico Amaral)
  • O homem que sabia demais (c/ Tavinho Paes e Fernando Furtado)
  • Onde estão? (c/ Nando Reis)
  • Os exilados (c/ Chico Amaral)
  • Os homens das cavernas (c/ Chico Amaral)
  • Os ofendidos (c/ Chico Amaral)
  • Pacato cidadão (c/ Chico Amaral)
  • Pára-raio (c/ Nando Reis)
  • Pegadas na lua (c/ Humberto Effe)
  • Périplo (c/ Nando Reis)
  • Por um triz (c/ Rodrigo Leão)
  • Preto Damião (c/ Chico Amaral)
  • Rebelião (c/ Chico Amaral)
  • Renascença (c/ Nando Reis)
  • Resposta (c/ Nando Reis)
  • Réu & rei (c/ Chico Amaral)
  • Rio beautiful (c/ Emicida)
  • Romance noir (c/ Chico Amaral)
  • Saidera (c/ Rodrigo F. Leão)
  • Salmo no asfalto (c/ Fernando Furtado)
  • Sam (c/ Chico Amaral)
  • Sambatron (c/ Chico Amaral)
  • Saturação (c/ Nando Reis)
  • Sem terra (c/ Chico Amaral)
  • Siderado (c/ Chico Amaral)
  • Sul da América (c/ Chico Amaral)
  • Supernova (c/ Fausto Fawcett)
  • Sutilmente (c/ Nando Reis)
  • Tão seu (c/ Chico Amaral
  • Te ver (c/ Chico Amaral e Lelo Zanetti)
  • Três lados (c/ Chico Amaral)
  • Tudo isso (c/ Emicida)
  • Um gesto qualquer (c/ Chico Amaral)
  • Um mais um (c/ Rodrigo F. Leão)
  • Um segundo (c/ Chico Amaral)
  • Uma canção é pra isso
  • Vou deixar (c/ Chico Amaral)
  • Zé Trindade (c/ Chico Amaral)
Discografia
  • (1992) Skank (c/ Skank) • Independente • CD
  • (1993) Skank (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (1994) Calango (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (1996) O Samba Poconé (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (1998) Siderado (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (2000) Maquinamarra (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (2001) MTV ao vivo em Ouro Preto (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (2003) Cosmotron (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (2004) Radiola (c/ Skank) • Sony & BMG • CD
  • (2006) Carrossel (c/ Skank) • Sony & BMG • CD
  • (2007) Estúdio Coca-cola (c/ Skank) – Nação Zumbi Skank • CD
  • (2008) Estandarte (c/ Skank) • Sony & BMG • CD
  • (2010) Multishow ao vivo (c/ Skank) – Skank no Mineirão • Sony Music • DVD
  • (2010) Multishow ao vivo (c/ Skank) – Skank no Mineirão • Sony Music • CD
  • (2012) Skank 91 (coletânea) (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (2012) Skank ao vivo no Rock in Rio (c/ Skank) • MZA Music/ Sony Music • CD
  • (2014) Corazón Live from México – Live it to believe it (participação) - Carlos Santana • Sony Music • DVD
  • (2014) Velocia (c/ Skank) • Sony Music • CD
  • (2016) Ao Vivo no Cine Theatro Brasil (c/ Lô Borges) • Sony Music •DVD
  • (2016) Ao Vivo no Cine Theatro Brasil (c/ Lô Borges) • Sony Music •CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.