Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Wando

Wando

Cantor, Compositor Natural de Cajuri Nasceu em 12 de outubro de 1945 Falecido em 8 de fevereiro de 2012 Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

Ainda pequeno transferiu-se para Juiz de Fora (MG), mudando-se posteriormente para Volta Redonda (RJ), onde trabalhou como motorista de caminhão e feirante. Nessa época já participava de conjuntos e se apresentava em bailes na região. O apelido Wando foi dado por sua avó.

Em 2012, após cerca de um mês internado por problemas cardíacos, veio a falecer no dia 08 de fevereiro, em um hospital em Belo Horizonte (MG

Dados Artistícos

Surgiu no cenário musical em 1973, quando Jair Rodrigues gravou as suas composições “Se Deus quiser” e “O importante é ser fevereiro”. Nesse mesmo ano lançou o seu primeiro disco, um compacto com a música “Maria, Mariá”, e o LP “Glória Deus no céu e samba na Terra”. No ano seguinte, seria a vez de Ângela Maria gravar “Vá, mas não volte”. Tornar-se-ia conhecido nacionalmente em 1975, quando lançou o seu segundo álbum: “Moça”. A faixa título fez parte da trilha sonora da novela “Pecado Capital” e fez com que o disco vendesse 1,2 milhão de cópias. Em 1988, voltaria a ultrapassar a cifra de 1 milhão de discos vendidos com o LP “Obsceno”. Nesse período, transformaria suas apresentações em espetáculos com apelo erótico, focados no público feminino, o que ajudou a alavancar a boa vendagem de seus discos. Em 1999, lançou um CD ao vivo e, no ano seguinte, “Picada de amor”, ambos pela Indie Records. Passou por várias gravadoras, ganhando 19 discos de ouro, 7 de platina, e 2 de diamante. Considerado um dos nomes mais importantes do estilo que se convencionou chamar brega-romântico, ainda está em atividade. Tem mais de 400 músicas compostas. Em 2001 lançou o CD “Fêmeas”, com destaque para a música “Nossa Senhora das fêmeas”, de sua autoria. Em 2002 lançou o CD duplo “Acústico ao vivo”, com destaque para as composições “Sangrando”, de Gonzaguinha, “Codnome Beija-flor”, de Cazuza, “Evidências”, de José Augusto e Paulo Sérgio Valle. No segundo CD os destaques são “Certas coisas”, de Lulu Santos e Nelson Motta, “Deslizes”, de Sullivan e Massadas, além de “Moça” e “Fogo e paixão”, de sua autoria. Na ocasião de sua morte, em fevereiro de 2012, recebeu várias homenagens de fãs e outros artistas através de redes sociais na internet. Nesse mesmo ano, no carnaval, foi criado no Rio de Janeiro o bloco “Fogo e paixão” em homenagem ao sucesso na sua voz. No repertório do bloco constam sucessos de ícones, além de dele, como Fábio Júnior, Reginaldo Rossi e Elimar Santos.

Obra
  • Vá, mas não volte
  • Nossa Senhora das fêmeas
  • Moça
Discografia
  • • (1973) Glória Deus no céu e o samba na terra • Beverly • LP
  • • (1973) Wando • Compacto simples
  • • (1975) Wando • Beverly • LP
  • • (1976) Wando • Beverly • LP
  • • (1988) Obsceno • LP
  • • (1999) Wando ao vivo • Indie Records • CD
  • • (2000) Picada de amor • Indie Records • CD
  • • (2001) Fêmeas • CD
  • • (2002) Wando. Acústico ao vivo • CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.