Nossos Músicos

Acervo em constante construção.
Zé Geraldo

Zé Geraldo

Cantor, Compositor Natural de Rodeiro Nasceu em 9 de dezembro de 1944 Gênero musical: Música popular brasileira
Biografia

José Geraldo Juste. Foi criado em Governador Valadares (MG). Aos 18 anos mudou-se para São Paulo a fim de trabalhar. Tencionava ser jogador de futebol, mas o sonho foi interrompido por um acidente automobilístico. Depois de restabelecido, passou a estudar e a trabalhar, dedicando-se também a tocar em bailes durante um período de oito anos. Na década de 1970, morou durante um tempo na mesma casa que o trio The Snacks e Tim Maia. Pai da cantora e compositora Nô Stopa.

Dados Artistícos

Integrou a banda The Black Cats, cantando músicas em inglês.
No início da década de 1970, gravou três compactos e um LP pela gravadora Rozenblit. Entre 1975 e 1978, participou com sucesso de diversos festivais, sendo premiado e obtendo ingresso na gravadora CBS. Em 1979, gravou seu primeiro disco, “Terceiro mundo”, onde se destacaram as músicas “Reciclagem”, “Promessas de um idiota às seis da manhã”, ambas de sua autoria e “Cidadão”, de Lúcio Barbosa. Na década de 1980, gravou outros dois discos pela CBS, “Estradas”, de 1980, e “Zé Geraldo”, de 1981. Ainda em 1980, participou do festival MPB-Shell promovido pela Rede Globo, interpretando “Rio Doce”. No ano seguinte, no mesmo festival, cantou “Milho aos pombos”. Em 1987, participou do disco “Bacupari”, do grupo Mina das Minas, cantando a música “Um lugar”. No ano seguinte, gravou “Poeira e canto”, ao vivo, pelo selo Vaqueiros Urbanos. Nos anos 1990, fez gravações pela Eldorado e pela Copacabana. Em 1996, gravou disco acústico pela Paradoxx. Em 1998, participou do CD do mineiro Juraíldes da Cruz, “Um lugar seguro”, cantando “Bom tempo”. No mesmo ano, gravou também a composição “Assim já ninguém chora mais”, no CD produzido pelo Movimento dos Sem-Terra, MST. Suas composições “Semente de tudo” e “São Sebastião do Rodeio” foram incluídas respectivamente nas novelas “Livre para voar” e “Paraíso”, ambas da Rede Globo de Televisão. Alguns de seus maiores sucessos foram “Senhorita”, “Milho aos pombos”, “Negro amor”, esta uma versão de Péricles Cavalcanti para “It’s All Over Now Baby Blue”, de Bob Dylan e “Banquete de hipócritas”. Com sua voz rouca, misturando música caipira com folk e rock, tem percorrido o país, apresentando shows em feiras, exposições, teatros e ginásios. Na segunda metade dos anos 1990, passou a apresentar-se regularmente nos Estados Unidos e Canadá, contando com um público formado em sua maioria por brasileiros e latino-americanos em geral. Em junho de 2008, com 30 anos de carreira, lançou seu 16º disco: “Catadô de bromélias”, pelo próprio Sol do Meio Dia. No CD, o artista, entrre outras, faz parceria com Zeca Baleiro na faixa “Na barra do seu vestido” e revisita Bob Dylan em “Mr.Tambourine”, versão de Leno, (da dupla Leno e Lílian) e apresenta “Diário de bicicleta (O dia em que encontrei Che Guevara na zona em Valadares).

Obra
  • • A fé
  • • A poeira, o canto e você
  • • ABC
  • • Aprendendo a viver
  • • Asas partidas
  • • Boa Vista
  • • Caboclo da lua nova
  • • Caminhos de Minas (c/ Sérgio Seidel)
  • • Canções e flores
  • • Cantoria
  • • Clandestino em Nova York
  • • Como diria Dylan
  • • Compadre Zé Barbosa
  • • Coração de Maria
  • • Corpo carente
  • • Dava gosto (c/ Tavares Dias)
  • • De asa caída
  • • Deságua
  • • Digita
  • • Ditadores (Como diria Rauzito)
  • • Dona
  • • Estradas
  • • Figueira
  • • Filhos da noite
  • • Galho seco
  • • Leilão de rodeio
  • • Lírico-romântico-poeta
  • • Lua curiosa (c/ Cacá Blaise e Tavares Dias)
  • • Lua no alforje (c/ Tavares Dias)
  • • Luz ainda que tardia (c/ Tavares Dias)
  • • Maria Bonita
  • • Meu caminho de nuvens brancas
  • • Milho aos pombos
  • • Mistérios (c/ Mário Marcos)
  • • Muitos janeiros depois
  • • Negro blues
  • • Nem Pink Floyd explica (c/ Aroldo Santarosa)
  • • Ninho de sonhos
  • • No arco da porta de um dia (c/ Paulo Neto e Tavares Dias)
  • • No meio da área
  • • O homem que não tem vícios
  • • O pastor e o leão
  • • O pastor e o rebanho (c/ Lourinaldo Vitorino)
  • • O preço da rosa (c/ Tavares Dias)
  • • O seringueiro
  • • Olhos de jardineira
  • • Olhos mansos
  • • Os sonhos que a vida nos dá
  • • Ou dá ou desce
  • • Ouro em pó
  • • Ovelha perdida
  • • Passarinho liberdade (c/ Fernando Filizola)
  • • Peão de trecho
  • • Pelas chaves de São Pedro (c/ Fernando Jorge)
  • • Poeira e bandido (c/ Carlos Guerson
  • • Poema e trova
  • • Primeiro pensamento da manhã
  • • Promessas de um idiota às seis da manhã
  • • Quatro cantos da saudade (c/ Sérgio Seidel)
  • • Quem nasce Zé não morre Johny
  • • Reciclagem
  • • Rio Doce
  • • São Sebastião do Rodeio
  • • Semente de tudo
  • • Senhorita
  • • Sol do meio-dia
  • • Sol girassol
  • • Talismã (c/ Fernando Melo
  • • Terceiro mundano (c/ Aroldo Santarosa
  • • Terceiro mundo
  • • Traficantes de abobrinhas (c/ Tavares Dias)
  • • Truques do tempo (c/ Aroldo Santarosa e Tavares Dias)
  • • Uai bichinho
  • • Uma balada para Giza
  • • Vaqueiro urbano
  • • Visitinha de beija-flor (c/ Fernando Melo)
  • • Voar, voar
  • • Zé e José (c/ Marcão Lima)
Discografia
  • • (1979) Terceiro mundo • CBS
  • • (1980) Como diria o Dylan/O Profeta • CBS • Compacto simples
  • • (1980) Cidadão/Maria Bonita • CBS • Compacto simples
  • • (1980) Estradas • CBS
  • • (1981) Olhos mansos/Entrevista • CBS • Compacto simples
  • • (1981) Milho aos pombos/Senhorita • CBS • Compacto simples
  • • (1981) Zé Geraldo • CBS • LP
  • • (1983) Caminhos de Minas • Copacabana • LP
  • • (1984) Sol girassol • Copacabana • LP
  • • (1986) No arco da porta de um dia • Selo Arca • LP
  • • (1988) Poeira e canto (Ao vivo) • Vaqueiros urbanos/Eldorado
  • • (1990) Viagens e versos • Eldorado
  • • (1991) Ninho de sonhos • Eldorado
  • • (1994) Aprendendo a viver • Eldorado
  • • (1996) Zé Geraldo-Acústico-Ao vivo • Paradoxx • CD
  • • (1998) No meio da área • Paradoxx • CD
  • • (2008) Catadô de Bromélias • Sol do Meio Dia • CD
  • • (2011) Cidadão: trinta e poucos anos - APE Music – CD
Bibliografia

http://dicionariompb.com.br/

http://www.memoriamusical.com.br/

http://www.mis.rj.gov.br/

http://www.discotecapublica.com.br/

https://acervosmusicais.wordpress.com/

http://acervocompositores.art.br/

http://www.violaobrasileiro.com.br/

http://jornalggn.com.br/blogs/laura-macedo

http://www.otempo.com.br/hotsites/concha

http://musicosdobrasil.com.br/dissertacoes.jsf

ALBIN, Ricardo Cravo. MPB: A História de um século. Rio de Janeiro: Funarte, 1997.

AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.

AZEVEDO, M. A . de (NIREZ) et al. Discografia brasileira em 78 rpm. Rio de Janeiro: Funarte, 1982.

CABRAL, Sérgio. No tempo de Ary Barroso. Rio de Janeiro: Lumiar, 1993.

CARDOSO, Sylvio Tullio. Dicionário Biográfico da música Popular. Rio de Janeiro: Edição do autor, 1965.

EFEGÊ, Jota. Figuras e coisas da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: MEC/Funarte, 1978.

EPAMINONDAS, Antônio. Brasil brasileirinho. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro,1982.

História da Música Popular Brasileira. São Paulo: Editora Abril, 1982.

LUNA, Paulo – No compasso da bola. Rio de Janeiro, Irmãos Vitale, 2011.

MARCONDES, Marcos Antônio. (ED). Enciclopédia da Música popular brasileira: erudita, folclórica e popular. 2. ed. São Paulo: Art Editora/Publifolha, 1999.

MARIZ, Vasco. A canção brasileira. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 2000.

MORAES, Mário de. Recordações de Ary Barroso. Rio de Janeiro: MEC/FUNARTE,1979.

REPPOLHO. Dicionário Ilustrado de Ritmos & Instrumentos de Percussão. Rio de Janeiro: GJS Editora, 2012. 2ª ed. Idem, 2013.

SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A canção no tempo. Volume 1. São Paulo: 34, 1997.

TINHORÃO, José Ramos. Música popular – teatro e cinema. Rio de Janeiro: Vozes, 1972.

VASCONCELOS, Ary. Panorama da Música Popular Brasileira. Vol. 2. Rio de Janeiro: Martins, 1965.